Esta semana, a estrela de “90 Dias para Casar” Larissa Lima falou em defesa de pessoas que trabalham no ramo erótico e na plataforma “Only Fans”, da qual a brasileira tem feito parte.

Inicialmente, o “Only Fans” seria destinado a “celebridades”, para que compartilhassem mídias exclusivamente para aqueles que pagassem sua assinatura. No entanto, a plataforma atualmente tem sido utilizada, ao menos em sua maior parte, a famosos que desejam exibir fotos e vídeos sensuais, com pouca ou nenhuma roupa.


Há poucos dias, Larissa Lima realizou uma transmissão ao vivo com a qual, segundo sites americanos, teria arrecadado cerca de 100 mil dólares para o “Only Fans”. Ao que parece, ela não deve parar por aí.

“Como quem trabalha com sex0 não recebe a proteção de leis americanas, companhias e instituições abstêm-se quando o assunto é criar políticas quanto à discriminação contra aqueles que trabalham com sex0 ou em empresas relacionadas a ele”, escreveu Larissa Lima nas redes sociais.

Larissa continuou seu texto afirmando que, neste momento “em que todos lutam por igualdade e respeito”, é necessário “trazer à luz” a plataforma “Only Fans”:

“Homens e mulheres precisam aprender a respeitar a garota que está fazendo [vídeos e fotos no] ‘Only Fans’. Não é um trabalho ilegal. Ela pode estar enviando dinheiro para sua família ou guardando para estudar. Ou talvez esteja tentando evitar sua falência e conseguir pagar suas dívidas.”

Para estar informado sobre o assunto, visite diariamente a revista “O Mundo Online” ou siga-nos no Instagram, no Facebook e no Twitter.