Aparentemente, a confusão entre os astros de “90 Dias para Casar” Karine e Paul Staehle está longe de ter um fim.

Para quem não sabe, Karine pediu uma medida protetiva contra o marido, alegando maus tratos e abuso sexual. Quando a brasileira deixou a casa onde vivia com Staehle, Paul seguiu seu exemplo, conseguindo também uma medida restritiva contra ela, sob acusação de atacá-lo com empurrões.

Além de tudo, Paul, após ir ao hospital, insinuou que Karine o teria contaminado com uma doença sexualmente transmissível.

Na manhã de hoje (3), Karine manifestou-se nas mídias sociais a respeito dos acontecimentos. Ressaltando que ela e seu filho Pierre estão bem, ela afirmou compreender todo o teor do documento policial no qual acusou Paul, e que teve auxílio de um tradutor para redigi-lo.


Sobre haver deixado a casa de Paul, Karine disse ter temido por sua vida e pela de Pierre, e que “relacionamentos podem ser difíceis e, por vezes, não ter mais conserto”. A brasileira também informou um endereço de email para que aqueles “que quisessem ajudar no caso” pudessem contactá-la (helpkarine@gmail.com).

Enquanto isso, nas redes sociais, Paul compartilhava alguns vídeos do momento em que policiais estiveram em sua casa, em virtude de toda a confusão. Ele também publicou a imagem de uma conversa em seu whatsapp com uma pessoa brasileira que, ao que parece, oferecia seu depoimento caso necessário.

“Amigo”, disse a pessoa no whatsapp, “Se precisar de testemunha para que Karine seja desmascarada, pode me colocar em sua lista. Terei prazer em testemunhar tudo o que vi entre você e ela.”

Procuraremos mantê-los informados a respeito do assunto.

Para estar informado sobre o assunto, visite diariamente a revista “O Mundo Online” ou siga-nos no Instagram, no Facebook e no Twitter.