Uma Mulher de Peso: Whitney Way Thore já sofreu discriminação na Coreia


Após terminar o Ensino Médio, Whitney Way Thore, a estrela de “Uma Mulher de Peso”, ministrou aulas de Inglês na Coreia. “Fui agredida, xingada e chamada de porca”, contou Thore.

O assédio estimulou Whitney a emagrecer quando voltou para casa, mas as coisas acabaram piorando porque ela se esforçou excessivamente. E quando, depois de uma sessão de exercícios, alguém nas ruas a xingou de “gorda”, Whitney se deu conta de que estava tentando fazer os outros felizes, não a ela mesma:


“Eu notei que, mesmo com o peso que tinha, eu conseguia fazer tudo o que queria, e acabei gostando do formato do meu corpo. Eu só estava obcecada pela ideia de não ser chamada de gorda.”

Para estar informado sobre o assunto, visite diariamente a revista “O Mundo Online” ou siga-nos no Instagram, no Facebook e no Twitter.

Escolha um reality para pesquisar: